Instituto Carmelita

Tratamento de doenças de alta complexidade

RUA RIBEIRÃO DO OURO, 570 BAIRRO DIVINÉIA RIO DOS CEDROS SC

hospital angelina caron instituto carmelita quem somos atendimentos do instituto carmelita videos do instituto carmelita

Digite o seu e-mail e receba novidades do Instituto Carmelita

Digite seu e-mail aqui

Entrevistas


A enfermeira Carmelita Volani deu uma entrevista ao site SEGURANÇA CITY


O Instituto Carmelita, em Rio dos Cedros, foi fundado em 30 de outubro de 2.011, com o objetivo de dar continuidade aos trabalhos prestados por Carmelita Volani, sua fundadora, e que dedica, com a maior felicidade do mundo seu tempo integral para o atendimento a pacientes com os mais variados problemas de saúde e sem condições financeiras.
    A equipe da revista Segurança City foi até Rio dos Cedros e entrevistou Carmelita. Natural de Rio dos Cedros, iniciou seu trabalho como enfermeira aos 18 anos e mesmo aposentada a 9 anos continua ajudando e encaminhando pessoas na área da saúde,  confira agora um pouco de sua história.

Segurança City: Conte um pouco da sua experiência profissional na área da saúde:


Carmelita: Eu iniciei a minha carreira no Hospital Dom Bosco, aqui na cidade, que na época era coordenado pelas freiras, e posso dizer que tudo que sei e que sou hoje, devo muito a elas, pois me ajudaram muito e me ensinaram muito também, depois  fui para o Caridade Hospital e Maternidade em Timbó, e posteriormente no Hospital Oasis em Timbó também, trabalhei também no Hospital Beatriz Ramos em Indaial, São Lucas em Ascurra, no Miguel Couto em Ibirama, e no Posto de saúde aqui em Rio dos Cedros, e até hoje dedico totalmente a minha vida à área de enfermagem, que é uma coisa que eu gosto e amo.



Segurança City: Carmelita, como começou a ideia do Instituto Carmelita?


Carmelita: Quando me aposentei, as pessoas continuavam a me procurar para lhes ajudar com problemas de saúde na minha própria casa, a demanda cresceu demais e eu já não conseguia dar mais conta, aí em outubro de 2.011, conseguimos constituir o Instituto Carmelita, que teve a honra de ter como padrinho o Valdir Colatto, como pessoa física e não como político, devo muito também ao João Gadelha, que fez toda a parte burocrática para constituir o instituto, o considero  mais  que  um  irmão, e  enfim,  esse instituto veio realmente para me dar mais força, pois quando eu achei que ia parar porque não conseguia  mais, apareceu  o Valdir Colatto, que  pediu para mim, "não pare, eu vou te ajudar", e realmente ele me ajudou dando-me coragem para continuar minha missão.  


Neila Daronco/JMV

neila@jornaldomediovale.com.br

RIO DOS CEDROS –  A região do Médio Vale do Itajaí deve ficar agradecida por um trabalho que vem sendo realizado há mais de 12 anos e que, agora, será reconhecido. Mesmo provando sua bondade e carinho com os necessitados e desacreditados, muitas pessoas não confiavam totalmente no trabalho de Carmelita Volani, enfermeira de Rio dos Cedros que dedica sua vida  à saúde, mesmo estando fora dos hospitais.

De acordo com o relato de Carmelita, embora ajudando muitas pessoas a
restaurar e recuperar a saúde, via dúvida no olhar de algumas, que até duvidam que ela consiga ajudar tanta gente, sem cobrar por isso. “Mas é assim que acontece. Minha renda da aposentadoria e outros investimentos são direcionadas a ajudar essas pessoas. Estou tão feliz, tão feliz que só tenho a agradecer a ajuda dessas pessoas maravilhosas que oportunizaram a documentação desse trabalho, para que, assim, ele seja reconhecido e, se possível, receba apoio. Já me sinto realizada por simplesmente ajudar, conversar com os doentes e ver no olhar deles o sentimento de gratidão. Isso não tem preço, o que eu sinto com esse passo importante em nome desse trabalho, é muito bom”, relata Carmelita.

Com a ajuda de pessoas envolvidas com a política estadual, como o deputado federal Valdir Colatto (PMDB/SC), Carmelita e o amigo Lorival Kroeger, que recebeu ajuda para tratar de um tumor, conseguiram apoio e orientações para elaborar o Estatuto do Instituto Carmelita e assim, documentar e oficializar essa ação voluntária. “Com esse documento, podemos comprovar que é um trabalho sério que estamos realizando e também, pela demanda estar crescendo, solicitar algum tipo de ajuda. Queremos trabalhar para melhorar a saúde da nossa região como um todo. Estamos em tratativas com a direção do Hospital Oase de Timbó, que é referência pra nós e faremos o possível para trazer algum benefício, a partir da existência oficial dessa entidade”, relata Kroeger.

Um ato foi realizado no domingo, dia 30 de outubro, em Rio dos Cedros, com a presença de várias pessoas que conhecem Carmelita e a ajudam no trabalho. Entre os presentes, o deputado federal, Valdir Colatto, e equipe, a presidente do Instituto Papa Léguas de Chapecó, Evanir Paran Colatto, o ex-prefeito de Rio dos Cedros, Hilderaldo Jean Piccolo, Adolar Bona, João Gabelha e representantes do Hospital Angelina Caron, do Paraná, e o prefeito de Rio dos Cedros, Fernando Tomaselli.

Além deles, muitas pessoas, que já receberam a ajuda da enfermeira Carmelita, fizeram questão de acompanhar o ato e ouvir o relato desse trabalho. Vieram de Indaial, Jaraguá do Sul, Gaspar, Balneário Camboriú, Joinville, Guaramirim, e as pessoas queridas da região do Médio Vale. Entre eles, Reny Roberto Dalpiaz. “São anjos de Deus. Tenho uma dívida eterna com eles e com a instituição. E é algo muito importante, porque vejo muita gente sendo ajudada”, afirmou Dalpiaz.

Agora, com o trabalho documentado, a equipe do Instituto Carmelita pretende realizar algumas ações e eventos para angariar recursos e assim poder ajudar mais pessoas e  fomentar a saúde da região. “preciso muito agradecer a minha família, aos meus filhos. Eles aceitam e me apóiam nessa escolha. Hoje eu me sinto muito feliz e segura. Sei que posso continuar nessa caminhada e fazer jus ao meu dom”, afirmou Carmelita.